Escolha certeira

Quando a empresa não tem RH, o gestor é o responsável pela seleção de funcionários. Conhecer e aplicar técnicas utilizadas por especialistas contribui para bem realizar essa tarefa

Muitas das micro e pequenas empresas no Brasil não têm condições de manter um departamento exclusivo de seleção e recrutamento. E sem esse recurso em mãos, não é raro que a tarefa de contratar um bom funcionário se torne uma verdadeira novela que, às vezes, não tem final feliz. Por isso, para acertar na admissão de alguém e evitar o ingresso de pessoas sem qualificação — ou até de má índole —, o gestor deve conhecer e aplicar ao menos algumas técnicas empregadas por profissionais experientes do setor de recursos humanos.

Os especialistas são unânimes em afirmar uma coisa: em qualquer companhia, não importa qual o ramo, uma contratação só é bem-feita se começar com a definição precisa das tarefas a serem cumpridas pelo futuro colaborador. Ou seja, é fundamental saber exatamente o que ele deverá fazer dentro da organização. A partir disso, fica mais fácil decidir qual é o perfil e os requisitos necessários para que o profissional cumpra as suas tarefas. Entre as exigências estão formação acadêmica e cultural, fluência em outros idiomas, idade, experiência e assim por diante.

Read More

Share