Faça chuva ou faça sol

Há 15 anos, a Itaquareia opera um aterro de materiais inertes

Ao divulgar o plano de recuperação de sua área de mineração de areia em Itaquaquecetuba, a Itaquareia apresentou como solução a implantação de um aterro de materiais inertes.

O projeto apresentado pela Itaquareia atende à NBR 15.113 e recebeu as licenças de instalação e operação, tendo sido aprovado pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb). Desde 2001, a Itaquareia vem operando o aterro de materiais inertes, que são resíduos gerados em obras civis de desaterro para fundações, escavações para construções em geral e demolições.

Read More

Share

Memória viva

Livro Apelmat 30 Anos resgata a história da associação

Na noite de 12 de dezembro, a Associação Paulista dos Empreiteiros e Locadores de Máquinas de Terraplenagem, Ar Comprimido, Hidráulico e Equipamentos de Construção Civil (Apelmat) reuniu associados, diretores, conselheiros, ex-presidentes, parceiros, colaboradores, fornecedores e patrocinadores para o lançamento do livro Apelmat 30 Anos. A edição comemorativa resgata a história da entidade, fundada em 29 de maio de 1985 – são três décadas de uma trajetória marcada por muitos desafios e conquistas.

Read More

Share

Mande embora o pessimismo

Veja como é possível fortalecer o seu negócio quando o mercado para de crescer

Por Décio Casarejos Pecin Jr.*

 

“O mercado está ruim!” “O Brasil parou de crescer!” “Todos estão sendo demitidos!” Nos últimos meses, estamos sendo bombardeados por todos os lados por um pessimismo quase contagiante. É um grande desafio para qualquer líder conseguir guiar e motivar o seu time a manter o foco nos resultados em meio aos desafios vindos dos altos e baixos do mercado.

Read More

Share

Você tem perfil empreendedor?

Por Adriano Tadeu Barbosa*

Quem quer empreender precisa deixar de lado o medo de assumir riscos. Empreender é ser empreendedor diariamente, é trabalhar 24 horas por dia, é pensar em estratégias o tempo todo e é se dedicar 100% para conhecer pessoas e resolver problemas de todos os aspectos. Até a empresa crescer, ele será o grande responsável por todas as áreas.

O treino é a prática diária, mas um conselho para quem realmente queira empreender é estudar. Hoje existem cursos específicos de empreendedorismo que trabalham a construção de um plano de negócios e incentivam a troca de experiências entre os alunos e professores, com a chance de sanar todas as dúvidas. É com essa imersão que o empreendedor vai descobrir todos os detalhes sobre o seu negócio, percebendo se existe uma verdadeira vocação.  

Read More

Share

Um sinal de esperança

*Por Eurimilson Daniel

A desaceleração da economia nacional afetou diretamente o setor da construção, que fechou mais de 416 mil postos de trabalho em 2015, sendo o segmento com o segundo maior número de cortes, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego. O mercado de equipamentos para construção seguiu pelo mesmo caminho, e as vendas das principais máquinas para esse setor despencaram em mais de 57%. A linha amarela, por sua vez, apresentou uma queda menor, acima de 50% ante o ano anterior, chegando a um patamar de 13,4 mil unidades comercializadas contra aproximadamente 27 mil em 2014.

Read More

Share

Com o pé direito

Fabricantes da linha amarela buscam possibilidades de novos negócios e apostam que é possível crescer mesmo com as dificuldades econômicas atuais

Não há dúvidas de que 2016 será desafiador para o setor de máquinas de construção no Brasil. A crise política e o panorama de recessão para a economia do País fazem com que o ambiente de negócios seja extremamente hostil nos dias atuais – e, pior, sem a perspectiva de mudanças para o futuro próximo. Esse cenário tem levado empresas do segmento a traçar estratégias para sentir o mínimo possível os impactos negativos. Elas planejam otimizar esforços e reduzir custos, entre outras medidas, mas também querem buscar novas oportunidades para crescer mesmo em tempos de crise.

Read More

Share

O impacto dos acidentes de trabalho em nossa economia

Por Wilson de Mello Jr.*

Não é mais possível assistirmos passivamente ano após ano ao elevado número de acidentes de trabalho que ocorrem em nosso País sem que se tomem ações que visem a mudar esse quadro. Além das perdas humanas que sofremos, é assustador o impacto que causam em nossa economia.

Se avaliarmos os números divulgados pelo último anuário estatístico da Previdência Social com dados de 2007 até 2013, verificaremos a ocorrência de algo em torno de 5 milhões de acidentes de trabalho que, segundo estudo do professor José Pastore, custaram ao País R$ 70 bilhões por ano. Para chegar a esse número, Pastore somou as despesas para as empresas, para a Previdência Social e para a sociedade.

Read More

Share

Quem cuida, ganha

Em 2015, a Case lançou três modelos de tratores de esteiras. A empresa dá dicas de como tratar do material rodante a fim de garantir uma boa performance

“Ignorar a necessidade de manutenção é o maior erro que se pode cometer”, afirma Relton Henrique Cesar, coordenador de serviço da Case Construction Equipment, ao abordar os cuidados para o bom desempenho do material rodante do trator de esteiras.

Segundo Cesar, esperar que alguma falha ocorra para, então, procurar manutenção certamente traz grandes transtornos. Além da dificuldade de movimentar o equipamento, os custos de manutenção também serão mais altos em relação à manutenção preventiva.

Read More

Share

Desafio é o que não falta

Em um cenário dificílimo para a economia brasileira, empresários do setor de locação de equipamentos da linha amarela ainda têm que lidar com muitos problemas específicos da área

As previsões para o desempenho da economia brasileira em 2016 mostram que a crise é uma realidade da qual nenhuma empresa conseguirá escapar. Estimativas recentes feitas pelo mercado financeiro apontam que este ano o PIB (Produto Interno Bruto) deve sofrer retração de 2,95% e a inflação pode chegar a 6,87%, valor superior ao teto da meta fixado pelo Banco Central (6,5%). Como se isso não bastasse, cada segmento ainda tem de lidar com seus próprios desafios, alguns grandes e de solução complexa em um país subdesenvolvido como o nosso. No setor de locação de equipamentos da linha amarela não é diferente.

Read More

Share