Poucas empresas usam instrumentos de financiamento para exportar

Crédito à exportação concedido às empresas pode se tornar um diferencial em um ambiente competitivo

A maioria dos exportadores brasileiros não utiliza instrumentos de financiamento para a atividade em decorrência da dificuldade de acesso às informações e das exigências de garantias para aquisição de crédito. Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) confirma esse comportamento. Segundo dados de 2016, 66,8% das empresas não utilizavam (ou pouco utilizavam) algum instrumento de financiamento para exportar.

O crédito à exportação concedido às empresas pode se tornar importante diferencial em um ambiente competitivo. A simplificação do processo para adquirir financiamento para essa atividade facilitaria o acesso das empresas, além de ampliar o conhecimento sobre o tema e reduzir a burocracia.

Os custos logísticos são outro entrave às exportações. O estudo “Competitividade Brasil – 2017-2018”, da CNI, aponta que a precariedade da infraestrutura brasileira e a falta de investimentos na área prejudicam as empresas exportadoras. Nos dois últimos anos, os investimentos em infraestrutura representaram apenas 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB), taxa insuficiente até mesmo para repor a depreciação do estoque de capital do setor.

Na análise da CNI, realizada com 18 países com nível de desenvolvimento e/ou tamanho similares ao Brasil e que competem em terceiros mercados com uma inserção internacional parecida à brasileira e países vizinhos, o País ocupa a 17ª colocação no item “infraestrutura e logística”.

Leia a notícia completa em http://www.fecomercio.com.br/noticia/poucas-empresas-usam-instrumentos-de-financiamento-para-exportar

 

Fonte: FecomercioSP

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *