Certificação tem contribuído para mudança de cultura na área de edificação no país

O modelo de gestão e avaliação ambiental das construções aplicado pela Fundação Vanzolini, com o selo AQUA-HQE, tem promovido uma mudança de cultura nas práticas de planejamento, gestão e construção de edificações no país. “Entre as principais qualidades do processo está o respeito às características locais, como clima, legislação e contexto sócio econômico. Não se pode falar em mudança de cultura, sem respeito às características brasileiras”, explicou Manuel Carlos Reis Martins, coordenador executivo da certificação AQUA-HQE (Alta Qualidade Ambiental), da Fundação Vanzolini, em palestra durante o Construction Summit 2016, em São Paulo.

 

Prova disso, é que os referenciais técnicos do AQUA-HQE fazem referência constante às Normas da ABNT, inclusive a 15.575, de desempenho; à Norma de Acessibilidade NBR 9050 e às resoluções do Conoma (Conselho Nacional do Meio Ambiente), entre outras; além de considerar os requisitos de desempenho energético da etiqueta PBE Edifica, do Inmetro.

 

Para Martins, o fato de o empreendedor, por meio do processo de certificação, se predispor a pensar e planejar as etapas do projeto com antecedência, integrando as competências e o controle nas fases iniciais do processo construtivo, demonstra forte mudança de postura e isso tem ocorrido com frequência no Brasil.

 

Fonte: Assessoria de imprensa

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *