Nos mínimos detalhes

Confira na tabela abaixo o que deve ser considerado para compor o valor de locação

Com a orientação e supervisão do consultor de administração do Sebrae-SP e professor na Universidade Paulista (Unip) Davi Jeronimo, a Revista Apelmat/Selemat elaborou uma tabela com os principais itens que devem fazer parte do cálculo do custo de locação. 

Custo/hora produtiva

 

Depreciação do equipamento – usar método contábil, vida útil do equipamento e número de horas utilizadas

 

Combustível – consumo horas x preço do combustível

 

Pneu – custo unitário, números de pneus nos equipamentos, vida útil dos pneus

 

Lubrificação – potência, capacidade e intervalos de trocas

 

Mão de obra – calcular todos os encargos sociais e trabalhistas

 

Manutenção – valor de aquisição, manutenção/horas, vida útil do equipamento, números de horas de utilização do equipamento

 

Energia elétrica – equipamentos com eletricidade têm seu consumo de energia expresso em função de potência (HP ou kW), utilizar regras de acordo com a unidade

 

Juros – Custo da propriedade de um equipamento, levando em consideração também os juros correspondentes aos rendimentos que o investimento auferiria ao longo da sua vida útil – utilizar regras de juros compostas

 

Precificação – por mark-up, conforme fórmula abaixo:

Custos/horas /100% – (% despesas variáveis + % despesas fixas + % lucro líquido)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *