Corrupção em pauta

Em pesquisa realizada pela KPMG no Brasil com cerca de 500 altos executivos de grandes empresas do País, apenas 21% dos respondentes afirmaram que sua empresa não participaria de um ato de corrupção. “É alarmante notar que 62% dos empresários brasileiros acreditam que sua empresa participaria de um ato de corrupção e 17% não têm certeza, ou seja, aproximadamente oito em cada dez empresas poderiam participar de um ato de corrupção”, afirma Gerónimo Timerman, sócio da área forense da KPMG no Brasil.

Outro dado importante é que 33% dos entrevistados afirmaram que sua empresa participou de um ato de corrupção nos últimos 15 meses.

Quando questionados se as empresas concorrentes praticam atos de corrupção, 60% acreditam que isso acontece frequentemente, 25% dizem que esses atos são raros, e apenas 5% afirmam que isso não ocorre. Os outros 10% não souberam responder.

Seguindo os resultados obtidos nas questões sobre corrupção, 85% dos respondentes também acreditam que sua organização poderia ser objeto de fraude. Além disso, 55% afirmam que sofreram fraude nos últimos 15 meses.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *