Colaborador engajado atua como “dono do negócio”

Por Marcia Dolores Resende*

Outro dia, li uma matéria em um jornal de circulação nacional que me chamou a atenção. O texto trazia relatos de especialistas em recursos humanos alertando sobre a importância de promover o engajamento nas empresas – uma questão que eu e minha equipe sempre ressaltamos durante as nossas consultorias.

A maioria dos líderes, mesmo sabendo que se trata de um assunto fundamental para um desempenho sadio e sustentável, não se preocupa diretamente com o termo “felicidade”, mesmo que o tema esteja intimamente ligado com a produtividade. Entretanto, este último, sim, tira o sono de qualquer gestor.

A fórmula “engajamento + funcionário feliz + produtividade = aumento nos lucros da empresa” é clara, fácil de entender e já foi comprovada muitas vezes. Entretanto, a dúvida de todos os empresários é de como aplicá-la, uma vez que nem todos os elementos são facilmente identificados em uma corporação. Por exemplo: todos os colaboradores estão satisfeitos? O ambiente de trabalho proporciona uma interação saudável? Como está o nível de produtividade? Infelizmente, são poucos que conseguem ouvir em suas respostas o que que tanto esperam!

Read More

Share