10 passos para adequar-se à Lei Anticorrupção

A lei prevê tratamento diferenciado entre empresas negligentes no combate à corrupção e as que se esforçam para evitar e coibir ilícitos. Portanto, é hora de investir em prevenção

Em vigor desde 29 de janeiro de 2014, mas somente regulamentada em março deste ano, a Lei Anticorrupção afeta grandes, médias e pequenas corporações, em especial as que têm ou pretendem ter relações comerciais com o setor público. De acordo com a lei e sua regulamentação, se um funcionário for pego em atos de corrupção, a companhia é punida mesmo sem a comprovação de que tinha conhecimento do que estava acontecendo. A punição prevê multa que pode chegar a até 20% do faturamento bruto do ano anterior, inclusão da empresa numa “lista negra” que a impede de firmar contratos e receber recursos financeiros de entidades públicas, suspensão e até encerramento de atividades, prisão dos envolvidos, entre outras medidas. Portanto, é preciso investir em prevenção.

Read More

Share