Máquinas de construção: setor prevê crescer 40% em 2018

De 2014 para 2016, os fabricantes de máquinas para a indústria de construção e mineração viram a sua produção cair exatos 50,4%. Em 2017, os negócios tiveram uma ligeira melhora, de 8,7%; agora, em 2018, os sinais de recuperação já se fazem sentir com maior força, com crescimento de 37,9% até julho.

“Até o final deste ano não deve haver mudança no cenário político. Assim, se mantivermos esse desempenho, na faixa de 40%, será considerado um resultado bem positivo”, observa Eurimilson Daniel, vice-presidente da Sobratema – Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração, que reúne as empresas do setor. O executivo lembra que a queda foi tão expressiva nos últimos anos que mesmo com o atual crescimento o mercado interno não chegará a absorver metade da capacidade instalada da indústria local. A maioria dos fabricantes no Brasil está utilizando apenas 1 turno de produção, enquanto alguns poucos estão em regime de dois turnos.

Read More

Share