Estrella Galicia se estabelece no Brasil com aumento do interesse por cerveja premium

Marca espanhola adaptou embalagens para vender em bares do País

Embora o mercado de bebida alcoólica no Brasil seja concentrado em poucas empresas que detêm diversas marcas, a Estrella Galicia encontrou um nicho em ascensão para se estabelecer e cair no gosto do brasileiro. Trazida ao País inicialmente como um produto importado pelo Grupo Pão de Açúcar, a marca espanhola de cerveja premium tem, hoje, operação própria e 1,5% das vendas gerais de cervejas.

O interesse em comerciar no Brasil motivou a Estrella Galicia a firmar uma parceria com o Pão de Açúcar e, durante quatro anos, as vendas da cerveja ficaram restritas aos mercados da rede. Em 2011, a cervejaria centenária, criada em 1906, abriu a filial brasileira. O diretor-geral da empresa no País, Fábio Rodrigues, conta que a marca encontrou uma oportunidade de entrar no mercado brasileiro ao perceber que o segmento premium não representava grande parte dos negócios das principais cervejarias em operação.

“O segmento de cervejas premium está crescendo bastante e tem ajudado os negócios”, afirma Rodrigues. “Nosso objetivo é nos manter nesse ramo com diferenciais de produto e de embalagem, para que haja uma escolha pela nossa qualidade, e não por preço. No outro segmento [pilsen], mais concentrado, há uma briga grande por preço”, completa.

A empresa precisou adaptar o produto para ter sucesso no Brasil. Como a especialidade premium não é tão desenvolvida como na Europa, algumas práticas do segmento pilsen tiveram de ser replicadas. “Há formatos de embalagens que no Brasil são muito importantes e que não existem na Europa. Fizemos uma parceria com uma cervejaria nacional para ter a garrafa de 600 ml para vender em bares, onde esse tipo de produto é muito consumido aqui. Na Europa, não se usa essa garrafa”, explica Rodrigues.

Leia a notícia completa em http://www.fecomercio.com.br/noticia/estrella-galicia-se-estabelece-no-brasil-com-aumento-do-interesse-por-cerveja-premium

 

Fonte: FecomercioSP

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *