New Holland Construction atua em grandes obras de infraestrutura do Rio de Janeiro

Palco da final do Mundial de Futebol em 2014 e das competições esportivas que acontecem de 5 a 21 de agosto de 2016, o Rio de Janeiro se tornou um grande canteiro de obras e corre contra o tempo para finalizar ambiciosos projetos como o Porto Maravilha, o VLT (Veículo Leve sobre Trilhos e o sistema que conectará o centro à região portuária da cidade), além do parque de competições e da nova via expressa. Na revitalização do Porto Maravilha estão em ação máquinas da New Holland Construction, quatro retroescavadeiras B90B e uma minicarregadeira L220, do cliente JLS Locação, trabalhando em ritmo acelerado na fase final em atividades de drenagem e limpeza.

O Porto é um programa de revitalização urbana com o intuito de requalificar a Zona Portuária da cidade. Revigorada, a área já está cotada como point de quem não conseguir ingresso e quiser acompanhar as competição de graça, através de telões instalados nas ruas. A região do Porto Maravilha terá um boulevard. Ao longo de 3,2 quilômetros de extensão, o público poderá, entre uma prova e outra, assistir shows de MPB, apresentações de artistas de rua e opções de alimentação em food trucks.

Nas instalações do complexo esportivo na região da Barra da Tijuca, que vai ocupar uma área de 1,18 milhão de metros quadrados, também há máquinas New Holland trabalhando. O parque está sendo erguido onde ficava o Autódromo de Jacarepaguá. No movimentado canteiro de obras, várias frentes de trabalho foram confiadas à Escad, englobando escavação, nivelamento, demolição, separação de materiais e terraplenagem em geral. “Estamos atuando nessa obra desde o primeiro dia. Da New Holland são 20 máquinas divididas entre motoniveladoras RG170B e RG200B e os tratores de esteira D150B”, conta Alisson Daniel, diretor comercial da Escad. Paralelamente, a empresa também está atuando em uma nova via expressa, livre de semáforos e com pistas exclusivas para o BRT. “Aqui são 25 máquinas New Holland operando e destaco a robustez da motoniveladora que responde acima da média a todo tipo de trabalho que demandamos”, completa Daniel.

A futura avenida será um corredor que vai ligar o Recreio dos Bandeirantes a Deodoro, agregando qualidade às viagens de 70 mil pessoas diariamente, diminuindo o tempo de deslocamento das atuais duas horas e meia para apenas 30 minutos. Umas das principais intervenções segue em ritmo acelerado, com 80% de conclusão: o Túnel do Maciço da Pedra Branca, que vai solucionar os constantes engarrafamentos da Serra do Catonho.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *