Midiescavadeiras Case enfrentam desafios no Ártico

Localizada a 1.800 km ao norte de Oslo, Tromsø é a maior área urbana do norte da Noruega e a segunda maior cidade no Círculo Polar Ártico. Nessa região singular do planeta, o ambiente pode ser extremamente desafiador, caracterizado por toneladas de neve durante o inverno, longas distâncias entre as áreas habitadas e seis meses de noite eterna, alternados com seis meses de luz do dia eterna.

Mesmo nesse ambiente hostil, os clientes e operadores das máquinas da Case Construction Equipment estão muito satisfeitos com o desempenho das midiescavadeiras da marca, fornecidas pelo concessionário Dagenborg Maskin AS.

Tom Nordgård é um operador que trabalha em projetos de jardinagem e paisagismo em Tromsø. Ele elogia o sistema hidráulico de sua escavadeira CX75 SR. "Essa midiescavadeira permite que eu controle a caçamba de maneira tranquila e precisa", disse ele. "E o sistema hidráulico, junto com o acessório giratório e inclinável, facilita muito meu trabalho." Segundo Rune Ulriksen, um jovem empreendedor no setor da construção, "as máquinas de porte médio da Case não apresentam problemas e é exatamente disso que preciso".

Martin Mydland trabalha para uma empresa que instala tubos de introdução de cabos de telefone e Internet na cidade. Ele opera uma CX75 SR todos os dias. "Graças ao assento elevado e às amplas janelas em ambos os lados, essa máquina proporciona excelente visão panorâmica e um grande ângulo de visão em relação à trincheira", frisou ele. "Isso é muito importante durante a escavação e as operações de movimentação de tubos de introdução."

Harald Nilssen é proprietário de uma pequena empresa e cliente de longa data da marca. "A Case é minha parceira desde 1984", disse Nilssen. "Eu sei que posso confiar nos equipamentos da marca e no suporte que recebo do concessionário."

Suporte a qualquer momento

Por trás da satisfação desses clientes está a alta produtividade e confiabilidade das midiescavadeiras Case, junto com serviços de venda e pós-venda de primeira classe fornecidos pela Dagenborg Maskin AS.

A empresa tem fornecido a linha completa de equipamentos Case para o mercado do norte norueguês desde 1981. Hoje, eles respondem por 20% da participação de mercado, com máquinas nos três distritos mais setentrionais de Nordland, Troms e Finnmark.

"As chaves para o nosso sucesso são a flexibilidade e paixão", afirmou Håkon Dagenborg, diretor administrativo da Dagenborg Maskin. "Somos uma pequena empresa e nos dedicamos muito para atender as necessidades dos nossos clientes em qualquer condição. Também é extremamente motivador o fato de termos a equipe da Case bem próxima de nós, sempre que precisamos deles.”

A distribuição eficiente de peças e a proximidade com os clientes finais são elementos significativos na satisfação do cliente e considerações importantes em qualquer decisão de compra de equipamentos. No entanto, a complexidade escondida por trás desses serviços pode ser um desafio, especialmente no norte da Noruega.

"Muitas vezes somos solicitados a trabalhar em condições muito críticas", acrescentou Dagenborg. "Durante o inverno, facilmente temos neve na altura de até dois metros na nossa região. O transporte pode ser difícil e as distâncias também são um problema, pois a Noruega é um país muito extenso. Nós enfrentamos esses obstáculos com transportes rápidos e confiáveis, fornecendo serviços de pós-venda rápidos aos nossos clientes, apoiados pela entrega eficiente de peças da Case."

Com relação às midiescavadeiras da Case, Kjell Hansen, gerente de vendas da Dagenborg Maskin, relata sua experiência pessoal e profissional: "Quando fornecemos essas máquinas a clientes novos, a maioria deles lamenta não tê-las experimentado antes."

Alta produtividade em pequena embalagem

As midiescavadeiras Case CX são ideais para canteiros de obra urbanos devido aos níveis de ruído muito baixos e à capacidade de operar em espaços apertados e condições restritas.

O sistema automático de marcha lenta economiza combustível e diminui os níveis de ruído, reduzindo automaticamente a rotação do motor após 5 segundos de inatividade da máquina. Se essa condição de marcha lenta baixa continuar por mais de três minutos, a função padrão de desligamento da marcha lenta desligará o motor automaticamente. Além de economizar o combustível e as emissões, o motor não acumula horas de funcionamento, o que garante benefícios significativos em termos de retenção de maior valor residual da máquina.

Os dois modelos de midiescavadeiras CX75 SR e CX80, de 7,5 e 8 toneladas de peso operacional, respectivamente, estão disponíveis também para o mercado brasileiro. São versáteis, ágeis e robustas, oferecem controlabilidade e desempenho de elevação excepcionais, que permitem aos operadores movimentar mais material em menos tempo e aumentar a produtividade, quer estejam cavando trincheiras, carregando caminhões, levantando tubulações, ou lidando com acessórios.

As escavadeiras de esteira de porte médio possuem pedal de baixa resistência na cabine, proporcionam o máximo de conforto e reduzem a fadiga para o operador. Os impactos e as vibrações são absorvidos de forma efetiva pelo sistema de montagem relativa aos fluidos, proporcionando um deslocamento agradável e confortável, com menos vibrações e ruído.  Para que as horas de trabalho sejam mais agradáveis, os equipamentos Case de porte médio oferecem excelente controle climático dentro da cabine.

Com uma ampla área envidraçada, a cabine permite visão panorâmica e da caçamba ou do acessório, garantindo operações mais fáceis e seguras.

A manutenção diária é fácil de ser executada pelo fácil acesso a todos os pontos de verificação a partir do nível do solo, permitindo operações intuitivas, seguras e rápidas. A melhor manutenção da categoria reduz o tempo de inatividade e os custos operacionais, o que resulta em maior produtividade."

 

Fonte: Assessoria de imprensa

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *