9º Concrete Show: Em ano de crise, qualificação do público visitante reforça otimismo do setor

Embora ainda não tenha contabilizado todas as negociações feitas durante a feira, o gerente de marketing da Schwing Stetter, Marcos Almeida, destacou a qualificação de público como um dos pontos altos da Concrete Show. “Estamos muito felizes com nossa participação, que gerou frutos além do que esperávamos. Participamos de todas as edições da feira e a cada ano ela só melhora. Recebemos somente visitantes realmente interessados nos equipamentos e na nossa marca. Podemos ficar perto de nossos clientes e prospectar novos negócios”, explicou o executivo da empresa que produz equipamentos direcionados ao segmento de concreto.

Por mais um ano expondo na feira, a Liebherr, fabricante de equipamentos, também ficou satisfeita com o público desta edição. “Percebemos que este ano o público estava ainda mais qualificado, sendo a maioria com foco em fazer negócios e encontrar novos fornecedores. Para nós, foi muito satisfatória a participação na feira porque nosso objetivo final é o relacionamento com o nosso cliente”, afirmou a analista de marketing da empresa, Tatiana Bielefel.

Entre os visitantes do evento, as inovações tecnológicas e a presença de players estratégicos deram o tom do Concrete Show 2015. “Encontramos esses fornecedores no evento e conseguimos novos contatos. Nosso objetivo de buscar novos fornecedores para a construtora Rogga foi atingido”, disse o responsável pelo setor de suprimentos, André Paschoal, que marcou presença no terceiro dia de Concrete Show.

Buscando novas soluções para a CF Tecnologia Construtiva, empresa que presta assessoria a pequenos construtores que buscam viabilizar formas econômicas e atraentes para construções de médio padrão, o técnico Carlos Fabiano Silva também marcou presença no terceiro dia de evento. “Encontramos alternativas bastante viáveis e novos contatos que podem se tornar oportunidade de negócios”.

Quem também veio em busca de novidades do setor para adotar no dia a dia do trabalho foi o engenheiro residente em uma termoelétrica do país, José Augusto Pena, do Grupo Santin. “Vim com foco na parte de concreto e usina e encontrei muitos equipamentos novos, soluções inovadoras e softwares para projetos. Estou muito satisfeito”.

 

Fonte: Assessoria de imprensa

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *