Analoc trabalha pelo fortalecimento do setor de locação

O setor de locação de equipamentos vem crescendo nos últimos anos no País em decorrência do aumento do número de obras de edificações e infraestrutura em todo o território nacional. Empresas consolidadas ampliaram seus mercados e novas companhias aproveitaram a oportunidade e iniciaram suas atividades.

Nesse contexto de crescimento e consolidação, estão em fase final os estudos para criação da Associação Brasileira dos Sindicatos, Associações e Representantes dos Locadores de Equipamentos, Máquinas e Ferramentas (Analoc), com o intuito de promover ações e atividades para o desenvolvimento e evolução do segmento de locação de equipamentos móveis, incluindo, por exemplo, o incentivo para a criação de novas entidades em locais em que ainda não existe uma representação instaurada. “Nosso papel é fortalecer as associações existentes e fomentar a constituição de novos sindicatos, profissionalizando, dessa maneira, a atividade como um todo”, explica o presidente da Associação, Reynaldo Fraiha.

Para alcançar esse objetivo, a Analoc vem promovendo reuniões periódicas com sua diretoria, que são realizadas em cidades distintas, em função da sua composição. No encontro realizado na sede da Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema), em 13 de novembro, participaram executivos da Bahia, de Minas Gerais, da Paraíba, de Pernambuco, do Rio Grande do Norte e de São Paulo, que compõe parte importante do setor de locação de equipamentos.

De acordo com Eurimilson Daniel, vice-presidente da Sobratema e secretário geral da Analoc, essa diversidade de profissionais demonstra o empenho na formação de uma entidade para o desenvolvimento do setor, além de trazer as realidades distintas de cada estado, a fim de conciliar diferentes interesses em um objetivo comum: o fortalecimento e crescimento organizado do mercado. “Estamos trabalhando fortemente para estabelecer as diretrizes que irão contribuir com nossas atividades”, afirma.

Durante a reunião, foram definidas a identidade visual da marca Analoc e seu estatuto. Também foram propostos temas para discussão entre seus dirigentes, que interferem diretamente na produtividade das empresas, como os investimentos em infraestrutura, as reformas políticas e tributárias, a questão do crédito, entre outros. Para o próximo encontro, foi proposto o debate sobre o alinhamento e a definição da visão, da missão e dos valores da Associação.

Daniel afirma que o setor apresenta muitos benefícios, mas possui muitos desafios a serem vencidos. “Por esse motivo, é importante que as empresas de locação se reúnam, discutam e encontrem soluções que favoreçam toda a cadeia. Entendemos que as entidades devem fomentar esse debate propositivo”.

A Analoc congrega todos os segmentos da cadeia da construção civil e para maior penetração da nova entidade no mercado, foram organizadas a diretoria de equipamentos de pequeno porte, tendo como diretor o engenheiro Fernando Augusto L. de Moraes Forjaz, presidente da Associação dos Locadores de Equipamentos para a Construção Civil (Alec) e do Sindicato das  Empresas de Locação de Equipamentos, Máquinas, Ferramentas e serviços para a Construção do Estado de São Paulo (Sindileq-SP), e a diretoria de equipamentos da linha Amarela, tendo como diretor Flavio Figueiredo Filho, vice-presidente da Associação Paulista dos Empreiteiros e Locadores de Máquinas de Terraplenagem e Ar Comprimido (Apelmat) e do Sindicato das Empresas Locadoras de Equipamentos e Máquinas de Terraplenagem do Estado de São Paulo (Selemat).

Segundo levantamento realizado pela Alec eplo Sindileq-SP, existem hoje 6.500 locadoras de equipamentos em todo o Brasil, sendo 2.500 no Estado de São Paulo. De acordo com Forjaz, a grande maioria das locadoras de equipamentos de pequeno porte dos estados de Pernambuco, Minas Gerais, Bahia, Goiás, Rio Grande do Norte, Alagoas, Ceará e São Paulo tem entidades que as representam e que vem atuando fortemente em prol do rental. “Com a participação de todos fortaleceremos nossa atividade”, diz.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *