Sinais do tempo

Financiamento atrativo e condições especiais podem encher os olhos, mas como avaliar se este é o melhor momento para renovar a frota?

Atualmente, as oportunidades de compra de equipamentos e as alternativas para o financiamento estão atrativas. Soma-se a isso o fato de que, em um mercado altamente competitivo, os fabricantes buscam se diferenciar para conquistar o cliente. No pacote de vantagens propostas, entram garantia estendida e diversas ofertas de pós-vendas.

Mas por que pensar em um novo equipamento? Vicente Cracasso, diretor de vendas da New Holland, é direto em sua resposta e toca em um ponto nevrálgico: “Por causa da atualização do capital e da possibilidade de alinhamento às novas tendências do mercado”.

Acompanhar as inovações do segmento não é discurso para os amantes de tecnologia. Modernizar a frota traz ganhos como aumento de produtividade, melhor eficiência operacional e redução de gastos com manutenção.

“Com a idade e a utilização da máquina, o custo operacional e de manutenção aumenta significativamente, bem como a depreciação do equipamento, que perde valor de revenda”, comenta Geraldo Buzo, diretor de vendas da Bauko.

“Quando as máquinas atingem um determinado número de horas, requerem manutenções mais frequentes. Além disso, as revisões preventivas exigem manutenção em componentes que têm custos maiores”, acrescenta Nei Hamilton, diretor comercial da JCB.

Outro fator importante é a disponibilidade – equipamentos antigos ficam mais tempo na oficina do que em operação. “No momento em que o custo de manutenção aumenta acima do planejado, a máquina pode ficar abaixo de 80% de disponibilidade técnica”, calcula Cracasso. “Isso pode comprometer sua performance e a rentabilidade da locação.”

Momento certo

A maioria das empresas está familiarizada com as alternativas para o financiamento de equipamentos, mas quando é hora de dar o grande passo para renovar a frota?

Para tomar a melhor decisão, não basta pesar somente preço e condições econômicas do mercado. “O momento ideal depende do cliente, do tipo de operação, de como são feitas as manutenções preventivas e de como o equipamento é depreciado dentro da conta contábil da empresa”, afirma Anselmo Pugnaghi Gomes, gerente de vendas de máquinas da Sotreq, regional São Paulo.

Se a máquina apresenta custos operacionais crescentes e com baixo índice de disponibilidade, é a hora de pensar em substituí-la por uma nova. O tipo de trabalho realizado por ela e o ambiente onde foi inserida também devem ser considerados.

“Regime pesado, com material ou em locais corrosivos, reduzem o ciclo de vida do equipamento, exigindo manutenções mais frequentes”, comenta Hamilton. “Nesse caso, a substituição é abreviada.”

Equipamentos fabricados com materiais de qualidade superior e processos construtivos com alta tecnologia tendem a ter uma vida útil maior. “Consequentemente, têm melhor valor de revenda”, aponta Pugnaghi.

Segundo Edmilson A. Daniel Júnior, diretor da VGM – Valor Global Máquinas –, muitas obras exigem do locador uma idade mínima do equipamento – geralmente, cinco anos de uso. “Enxergo que esse é o momento de renovar a frota. Com essa idade, a máquina já ultrapassou 5 mil horas de trabalho, ocorrendo uma incidência maior de manutenção”, justifica.

Pré-requisitos

Estar atento às oportunidades que o mercado oferece e buscar sempre a melhor relação entre custo e benefício são regras básicas para qualquer negociação que envolva a compra de um produto novo. O mesmo vale para os equipamentos, que estão no centro do negócio de locação. Edmilson Júnior acrescenta outro fator. “O empresário deve buscar uma parceria consistente com um fornecedor de confiança”, aponta.

O custo de aquisição, o custo operacional (consumo de combustível, preço de peças de reposição e preço do h/h), assim como a qualidade da revenda para assistência técnica, a disponibilidade de peças e o valor de revenda final, também devem ser considerados antes de qualquer aquisição.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *